Segundo OMS, tabu quanto à atenção à saúde faz dos homens principais vítimas de doenças que podem ser prevenidas

"> Novembro Azul alerta para câncer de próstata e outras doenças | O plano global de saúde da sua família

Bem estar

Novembro Azul alerta para câncer de próstata e outras doenças

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), no Brasil, os homens vivem menos. a cada três mortes de pessoas adultas no Brasil, duas são do sexo masculino.

A maioria dos homens busca os serviços de saúde apenas quando sentem sintomas mais severos ou já estão doentes, muitas vezes, de forma grave. São os homens os mais acometidos por doenças que atingem o coração, diabetes, câncer, colesterol e pressão arterial mais elevada.  O preconceito, a falta de informação e a normalização de alterações funcionais ou cutâneas são motivações determinantes para impedir os homens de buscarem ajuda médica.

Este mês dedicado aos cuidados com a saúde masculina, a campanha Novembro Azul acende alerta para câncer de próstata. Mas, segundo especialistas, o Novembro Azul deve ser utilizado para tratar de assuntos da saúde que vão além do tema. “O homem tem que pensar que qualquer coisa que você ache que merece uma atenção, você tem que se dar a oportunidade de consultar um especialista e fazer uma espécie de check-up”, alerta o urologista Jorge Hallak, da Faculdade de Medicina da USP.

O doutor Hallak destaca também que dois terços dos indivíduos só vão ao consultório por conta de um incentivo da esposa ou da mãe. O intervalo de tempo entre a ida ao pediatra e ao urologista, com aproximadamente 45 anos de idade, faz com que muitas questões relevantes fiquem de lado e só compareçam ao médico quando já há algo detectado que, se diagnosticado antes, poderia ser curado. A primeira visita ao urologista e ao andrologista deve acontecer, de preferência, na adolescência.

Em entrevista ao Jornal da USP no Ar, Arnaldo Fazoli, médico urologista do grupo de próstata do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp) que integra o complexo do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP), afirma que conhecer o próprio corpo é o primeiro passo para prevenir o câncer de próstata.

Ele afirma também que além do câncer de próstata, estão entre os principais tumores urológicos o de pênis, testículo, rim e bexiga e as consultas urológicas são importantes para detectar estas doenças e iniciar o tratamento precoce ou prevenir o surgimento de tumores e outras doenças comuns.

Ouça no link abaixo a entrevista completa com o Dr. Arnaldo Fazoli:

https://jornal.usp.br/wp-content/uploads/2020/11/INSTITUTO-DO-CANCER-NOVEMBRO-AZUL-DR-ARNALDO-FAZOLI-ROXANE.mp3

E faça o download da cartilha sobre câncer de próstata do Ministério da Saúde no link abaixo :

https://www.inca.gov.br/sites/ufu.sti.inca.local/files//media/document//cartilha_cancer_prostata_2017.pdf

 

fonte: https://www.gov.br/  -   https://jornal.usp.br/    -   https://www.inca.gov.br

Voltar para listagem